Belém – O que fazer em um dia de passeio

Mês passado, fui até Belém em uma viagem bem rapidinha a trabalho. Tive exatamente um dia de folga e aproveitei para conhecer o que pude da cidade. A primeira coisa que me chamou a atenção foi o carinho e o cuidado das pessoas com os visitantes. Todos os taxistas e todas as pessoas com quem falei foram sempre muito atenciosos e ficaram muito preocupados com o fato de eu estar sozinha, por isso me fizeram mil recomendações, como: cuidado, não leva máquina fotográfica grande e tenta não andar sozinha.

Ok, Belém não é a melhor cidade do mundo para uma garota andar sozinha, mas a verdade é que poucas cidades do Brasil são seguras ao ponto de permitir isso, infelizmente, e eu já imaginava que teria certas limitações por estar desacompanhada. Então, passeando sozinha e com muita atenção, reparei que Belém tem áreas muito bonitas, ruas largas e bem asfaltadas e é uma das cidades mais arborizadas que já visitei :D.

IMG_3932

Resolvi usar meu dia livre para passear pelo Centro antigo, de manhã, sem câmera fotográfica (o que partiu meu coração, porque queria tirar foto de tudo e no celular não é a mesma coisa). Então, em um domingo, acordei cedinho e peguei um táxi até o Mercado do Ver-o-Peso, que é perto de diversos prédios históricos.

Minha primeira parada foi na Casa das 11 Janelas, que é literalmente uma casa enorme com 11 janelas enormes. Lá dentro funcionava um restaurante, pelo que me falaram, mas agora funciona apenas como museu. Quando eu fui, estavam disponíveis 3 exposições, sendo uma de gastronomia :D. A entrada é gratuita e vale a visita, porque o espaço é bem interessante :). Bem do ladinho da Casa, tem um forte muito bacana também, com uma ótima vista da cidade.

IMG_3937

IMG_3933

Depois, conheci minha parada favorita: a igreja de santo Alexandre, que possui um museu de arte sacra maravilhoso. Ela começou a ser construída em 1616 e é um prato cheio para quem gosta de arquitetura. Não sou a pessoa mais religiosa do universo, mas adoro visitar igrejas, porque elas sempre retratam muito de qualquer lugar, e essa é linda <3. Ah, lá também tem um espaço para exposição e tava rolando uma fotográfica de casamentos que era linda demais <3.

IMG_3928

IMG_3936

IMG_3925

Após minha peregrinação histórica, fui até o famoso mercado do Ver-o-Peso, um “castelo”azul cheio de sabor que já recebeu chefs famosos do mundo todo e encanta por sua diversidade de temperos. Para nós, brasileiros acostumados com tucupi e que cozinham medianamente, o mercado pode assustar um pouco pela “bagunça”porque, afinal de contas, ele não passa de uma grande feira. Isso mesmo, estamos falando de caras ticando peixes mortos, de um pessoal cortando carne crua, e umas barracas com temperos e ervas que, além de dar sabor, podem curar qualquer coisa. Se você não gosta de sujar o pé, nem passe perto! Mas se você quiser abraçar essa visita de coração, se joga nessa aventura antropológica e gastronômica maravilhosa ;).

IMG_3924

Eu me joguei meeeesmo e até almocei o prato mais famoso da feira: dourado frito com açaí e farinha. Paguei R$ 16,00 pelo prato e gostei muito do peixe, porque ele estava bem fresquinho, mas achei o açaí um pouco mais ralo do que eu gosto. Valeu a experiência :).

IMG_3926

Logo após minha aventura gastronômica, fui andando até a Estação das Docas. O lugar é lindo e enche de orgulho os paraenses, todo mundo fala de lá com muito gosto e recomenda horrores. A estação era o antigo porto fluvial de Belém, que foi reformado e inaugurado do jeitinho que está agora em 2000. Lá tem de tudo: restaurantes, lojinhas com presentes e até exposições de arte, tudo isso à beira da baia do Guajará :D. Aproveitei para sentar, descansar, admirar a vista e comer o famoso sorvete Caiuru, que é ótimo! Paguei R$ 10,00 (ou menos, não lembro exatamente o preço, mas foi entre R$ 8,00 e R$ 10,00) por duas bolas enormes de sorvete com sabores muito originais: mestiço (açaí e tapioca) e Maria Isabel (Bacuri, pão de ló e flocos de coco).

IMG_3934

Depois disso, queria ter visitado o Mangal das Garças, mas já estava meio cansada e acabei voltando para o hotel. O mais legal disso tudo é que gastei pouquíssimo e tive um dia super divertido. Gastei apenas meu táxi de ida e volta, R$ 16,00 do meu almoço e R$ 10,00 da sobremesa :D.

2222

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s