já comi especial na Rota dos Chefs

Não costumo postar domingo, mas não podia adiar esse post de jeito nenhum porque todo mundo precisa aproveitar o último dia da Rota dos Chefs, que é hoje, no Studio 5. Passei por lá ontem com alguns amigos, comi em nove lugares e saí uma baleia muito satisfeita!

111

Pra quem não conhece, essa é a segunda edição do Chefs de Rua, que rolou ano passado lá no Centro Cultural Povos da Amazônia. Quem foi na primeira edição, assim como eu, deve ter sofrido com calor, dificuldade para estacionar, dificuldade para ler o menu de cada barraca, dificuldade para sentar em uma mesa e mais um monte de dificuldades. Fico feliz em informar que o negócio está bem mais organizado esse ano e vou listar aqui as principais melhorias, as coisas legais que não mudaram, as dicas para aproveitar o festival, os locais mais badalados e, claro, o que eu comi lá.

As principais melhorias

  1. O novo espaço é maior, coberto, climatizado, iluminado e com mais mesas;
  2. Levantaram as placas com os menus de cada barraca e, agora, dá pra ler o que tem em cada lugar ❤ a melhor melhoria, sem dúvidas, fiquei até emocionada quando vi;112
  3. O estacionamento é maior, mas você ainda vai sofrer para achar vaga se for tarde;
  4. O número de barracas aumentou;
  5. Algumas barracas estão aceitando cartão de crédito e débito, mas ainda é melhor levar dinheiro mesmo;
  6. Tem mais barraca pra comprar bebidas e, pelo menos ontem, não teve fila pra isso 🙂

As coisas legais que não mudaram

  1. A entrada continua sendo um quilo de alimento não perecível;
  2. O preço mais caro dos pratos vendidos continua sendo R$ 25,00 o/

Macetes para curtir melhor o festival

  1. Vá cedo, mas não muito! Quem chegou 17h lá, não conseguiu comer alguns pratos que ainda não estavam prontos. Eu e meus amigos chegamos 18h30 e conseguimos estacionar e aproveitar tudo sem tumulto.
  2. Vá em bando e divida os pratos! Na primeira edição, comi só dois pratos porque não fiz isso. Nessa, fui com mais três pessoas e consegui comer em nove lugares!!! O esquema é o seguinte: Eu compro um prato e divido com todo mundo e todo mundo faz isso também. Assim, todo mundo prova de tudo e é feliz sem ficar passando mal de comer e sem dinheiro 😉1212
  3. Olhe tudo antes de começar a comprar! Dessa forma você escolhe os seus pratos favoritos e faz um roteiro legal com todo mundo. Se encontrar algum amigo de gosto confiável por lá, vale perguntar também o que ele já comeu e sugere.
  4. Leve dinheiro vivo e trocado! Algumas barracas aceitam cartão, mas a maioria não. Então, é melhor levar dinheiro mesmo.
  5. Vá de carona ou dê carona! Chame seus amigos e escolham um carro, assim vocês não perdem tempo estacionando. Vale lembrar também que o estacionamento de lá é pago e, quanto mais carros, mais dinheiro perdido pagando estacionamento que poderia estar sendo aproveitado com comida.

Os locais mais badalados

  1. O lugar mais badalado, sem sombra de dúvidas, foi o WTF Burger (já falei dele por aqui). Quando chegamos, a fila já estava enorme, e não ficou menor em nenhum momento. De longe, o lugar mais procurado.114
  2. Crepe Bistrô, Brigadore e Gaby Harb, mesmo sem filas tão grandes quanto a do WTF, também tinham filas e fizeram muito sucesso!

O que eu comi

  1. Cordeiro ao molho de vinho com couscous marroquino do Zefinha Bistrô
    Preço: R$ 25,00
    Porção: bem servida
    Nota: 10
    Anotações: MUITO bom! Gostinho de comida caseira feita com amor pela avó. O couscous e a banana chips acompanharam muito bem o cordeiro e o molho estava maravilhoso. A decoração do prato também é uma graça. Meu favorito da noite, ao lado do cup sushi do Shin Suzuran.16
  2. Cup Shushi do Shin Suzuran
    Preço: R$ 15,00
    Porção: bem servida
    Nota: 10
    Anotações: apesar de ser algo simples, estava MUITO GOSTOSO! O salmão era de qualidade e a ideia de colocar isso num copo foi incrível, porque é perfeito pra comer de pé em um festival. Quem gosta de comida japonesa, vai amar.17
  3. Empada de queijo do reino do Mercatto Brazil
    Preço: R$ 10,00
    Porção: pequena
    Nota: 10
    Anotações: eu não sou a maior fã de empada de queijo do reino, mas achei essa gostosa. Meu namorado e meu amigo, que são apaixonados por esse tipo de empada, amam demais essa. Pediram na primeira edição e repetiram na segunda. A foto fala por si, né.18
  4. Bolo no pote de bem casado da Brigadore
    Preço: R$ 15
    Porção: bem servida
    Nota: 10
    Anotações: sou suspeita pra falar, porque amo bem casado. E esse é enorme e vem num pote com orelinhas de coelho!19
  5. Fettuccine Amazônico da Cachaçaria do Dedé
    Preço: R$ 15,00
    Porção: bem servida
    Nota: 9
    Anotações: quem gosta de tacacá, que nem eu, precisa provar. É tipo um tacacá sólido, isso porque tem macarrão no lugar do caldo. É bonito e gostoso. O único problema é que é servido em uma cuia, o que faz sentido e colabora com a apresentação, mas não é muito prático porque ela precisa ser devolvida. Isso é meio chato pra quem resolveu comer em pé passeando e não sentado, que nem a gente. 20
  6. Paleta mexicana de morango e leite condensado da Gaby Harb
    Preço: honestamente, não lembro, mas acho que era R$ 10,00
    Porção: bem servida
    Nota: 9
    Anotações: é muito gostoso e todo mundo acha muito gostoso, por isso tinha uma fila pra comprar. Eu, particularmente, achei um pouco doce, mas sou dessas doidas que toma até limonada sem açúcar, então o problema é comigo, não com o picolé. Acho que podia ser servido com um guardanapo, porque, como ele é um picolé meio grande, começa a derreter antes de terminar.21
  7. Buraco quente do Alquimia
    Preço: R$ 15,00
    Porção: bem servida
    Nota: 8
    Anotações: também tem gostinho de comida caseira e vem com MUITO RECHEIO e quentinho. No entanto, sou mal acostumada com a carne de panela do papai que é a melhor do mundo e é difícil eu achar uma mais gostosa. Mas achei essa boa e todos que estavam comigo e nunca provaram a carne do papai adoraram.22
  8. Arroz negro com creme de pupunha do Banzeiro
    Preço: R$ 15,00
    Porção: pequena
    Nota: 7,5
    Anotações: gostoso e diferente, mas nada extraordinário. Vale provar por ser um prato do Banzeiro por R$ 15,00 e por misturar vários elementos diferentes no mesmo prato. Não indico para quem não gosta de alho, porque tem bastante.23
  9. Sanduíche de linguiça artesanal (esqueci de anotar o nome do local, mas dá pra ver qual é na foto)
    Preço: R$ 15,00
    Porção: bem servida
    Nota: 6
    Anotações: foi um pouco decepcionante comer esse, porque ele estava muito lindo. nada nele estava ruim, pelo contrário, a linguiça era boa e o pão crocante, mas eles dois juntos não ficaram bons. Tinha muito pão e pouco recheio. Seria perfeito se o pão fosse mais fino. Tinha que dar duas mordidas só em pão para cada mordida com recheio :/24

Hoje, vou voltar lá pra tentar comer o que não consegui, até porque são 34 BARRACAS e eu preciso provar mais comida pra fazer justiça ao nome desse blog, né.

Informações

Festival Gastronômico Rota dos Chefs
Data: 14 e 15 de março de 2015
Horário: 17h – 22h
Local: Pavilhão de Eventos de eventos do Studio 5 Avenida General Rodrigo Otávio, 3555, Japiim

n é p

4 comentários sobre “já comi especial na Rota dos Chefs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s